A calmaria dos meus furacões #textodasemana

Oi oi gente!!!

  Eu sempre fui o tipo de pessoa que adora escrever. Sempre tive a mania de escrever tudo, fosse, letras de músicas, poemas, enfim tudo eu gosto de traduzir em texto. E diante disso resolvi fazer uma coluna aqui no blog que se chama o texto da semana. Aqui irei traduzir assuntos diversos. Será o dia da semana em que eu irei deixar os pensamentos correrem.


  Sabe as vezes é muito difícil você ser, saber, explicar ou descrever você mesma. Eu mesma, apesar dos míseros 30 anos de vida já fui e quis ser tanta coisa, quis ser tantas pessoas. As vezes olho e penso que realmente atingi meus objetivos, já em outras circunstâncias paro e penso, quem sou eu, o que eu to fazendo aqui. As vezes acho que eu sou eu mesma quando estou exatamente como no gif acima, no meu mundo particular. 
  Esses dias parei pra pensar em algumas coisas que vivi na vida, e em dados momentos senti um puta orgulho de mim mesma, passei por situações que eu jurava que jamais conseguiria encarar, em alguns tive que passar sozinha, porque muitas vezes por mais que você tenha uma multidão ao seu lado, tudo que você precisa para encarar a situação é se entender com os seus tumultos interiores. Aí vieram alguns pensamentos aleatórios de coisas que vivi, que presenciei, que ouvi e que senti. E conforme esses pensamento vinham, toda aquela sensação de orgulho que eu senti de mim foi se esvaindo, sumindo, até que eu entrei numa vibe de. O que eu fiz na vida, o que eu to fazendo aqui, o que eu sou, o que eu quero, e num momento cômico agradeci pelo fato da minha mãe ter escolhido meu nome porque eu era tão "sei lá" que se fosse minha responsabilidade escolher meu nome eu faria merda kkkk.
  Mas aí deixando as coisas fluírem, cheguei a uma conclusão que para muitos é o obvio, mas para mim a partir daquele momento passou a fazer e trazer o maior sentido na minha vida. Tudo que vem de fora, não tem porque ser uma regra, eu não tenho obrigação de ser quem os outros querem que eu seja, na verdade eu nao tenho a obrigação nem  de ser quem eu quero ser, eu só tenho a obrigação de ser e viver da forma que me faz bem. 
  As vezes para os outros, o que eles tem como uma regra, para mim pode ser um estilo que cabe bem a ele, mas para mim não acrescenta. A culpa é das pessoas? Não! A culpa é minha, porque eu deixei que elas tivessem tal poder. A culpa é minha por permitir ser várias para agradar os outros e no fundo não ser ninguém. É como diz Renato Russo: "Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira". 
  Com o passar do tempo fui aprimorando o pensamento e não, não pensem vocês que de agora em diante vou ser a propagadora do"Ligue o foda-se e seja feliz". Acho que cada um tem que achar aquilo que lhe faz bem, lhe faz feliz. E para mim tirei duas metas que tenho que exercer diariamente. Qualquer coisa que eu faça, que eu diga, e até mesmo que eu pense no mínimo tem que me permitir, não pensar no que pode dar errado e que eu deite no travesseiro a noite e durma tranquila.
  E também fiquei pensando que muitas vezes, a ditadura, o preconceito, a imposição parte de mim para com os outros. E foi então que eu decidi que antes de querer impor ao mundo meu jeito de ser eu precisava se não entender pelo menos respeitar o jeito dos outros. E desde então, não perco meu tempo pensando em como regrar minha vida pelos moldes alheios. E muito mais do que isso, não fico achando que fulano, ou ciclano faz tal coisa de forma errada. 
  Desde então acredito que se não fui mais feliz, mais leve com a vida com certeza eu fui e vendo sendo. Eu sou assim, falo alto, falo palavrão, faço escolhas erradas, gosto de musica brega, sou egoísta as vezes, sou ciumenta ao extremo, não sei receber críticas as vezes, gosto de estar entre amigos, mas também amo ficar sozinha, não sei esconder quando não gosto de algo, não fico engasgada falo mesmo. 
  Enfim essa sou eu, aos olhos de uns um absoluto conjunto de erros e defeitos, para outros as virtudes superam os defeitos. Se quiser entrar no meu mundo seja bem vindo, se não... fique a vontade.. mas num primeiro momento...
  ...Prazer meu nome é Geovanna e eu sou exatamente como eu tenho que ser para levar a vida que eu quero e preciso!!!!


Bom gente por hoje é só!!!!

Espero que gostem
Bjs e mais bjs
Gigi
















Comentários

    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho e assim que possível será respondido!